Conceitos básicos e soluções de proteção contra explosão

Para a padronização adicional da proteção contra explosões na UE e para a adaptação a um novo conceito de diretrizes, em 1994 foi emitida a Diretiva 94/9/CE relativa à "aproximação das legislações dos Estados-membros sobre aparelhos e sistemas de proteção destinados a ser utilizados em atmosferas potencialmente explosivas". Ela foi substituída em 2014 pela Diretiva da UE 2014/34/UE (ATEX). Esta diretiva regula as exigências relativamente à natureza de dispositivos e sistemas de proteção à prova de explosão (por ex., através da determinação da avaliação de conformidade, nível de proteção, certificação, fabricação e garantia da qualidade, marcação, manual de instruções e declaração de conformidade) e prescreve as principais exigências de saúde e segurança que devem ser cumpridas pelo fabricante ou importador. Assim, a diretiva garante a livre circulação de mercadorias na União Europeia e deve ser incorporada nas respectivas legislações nacionais sem divergências.

Na Alemanha, por exemplo, isso foi feito através da emissão do Regulamento de Produtos de Proteção contra Explosões, como o 11º Regulamento da Lei de Segurança do Produto. Este regulamento é válido para todas as áreas industriais com risco de explosões (inclusive mineração). A diretiva se aplica a dispositivos, componentes e sistemas de proteção para uso em ambientes potencialmente explosivos. Ela também se aplica a dispositivos de segurança, controle e regulação fora da área de risco, caso sejam necessários para a operação segura de dispositivos contra o risco de explosões na área de perigo. A diretiva não se refere a normas especificadas, mas define requisitos básicos de segurança que são considerados requisitos obrigatórios em termos de características dos dispositivos. A proteção contra outros riscos (por ex., choque elétrico) relacionados a esses dispositivos também deve ser considerada.

Deseja obter informações detalhadas? Aqui você está no lugar certo!

Este sites foram criados com base na brochura "Princípios básicos da proteção contra explosões" da empresa R. STAHL Schaltgeräte GmbH. Agradecemos o apoio amigável.

http://www.stahl.de/ 

Soluções de proteção contra explosões

Séries 46B Ex, 55 Ex e 96 Ex

A gama de produtos das séries abrange todos os princípios de funcionamento conhecidos, como barreira de luz unidirecional, barreira de luz retrorreflexiva ou sensores reflexivos com supressão de fundo.

Para a proteção contra danos mecânicos, os sensores são montados em uma carcaça metálica. Isso garante o cumprimento das mais altas exigências de resistência ao impacto da carcaça. Estes sensores podem ser usados em áreas potencialmente explosivas com as seguintes exigências de classificação (veja a tabela).

Grupo de dispositivos Categoria de dispositivos Nível de proteção do dispositivo Zona Subgrupo
II  3G  Gc  2  IIB
II  3D  Dc  22  IIIC

 

A marcação dos dispositivos à prova de explosão. Os dispositivos também atendem às exigências especiais para equipamentos em áreas potencialmente explosivas que trabalham com radiação ótica (EN 60079-28).


 

Sensores intrinsecamente seguros da série 92 Ex

Os sensores da série 92 Ex estão disponíveis como barreira de luz unidirecional, barreira de luz retrorreflexiva ou sensor difuso fotoelétrico e detectam de maneira confiável objetos a distâncias de 300 mm até 12 m. Para isso, os sensores ATEX intrinsecamente seguros transmitem sinais de chaveamento de maneira confiável para os amplificadores de comutação isolados VS 403 com a ajuda da interface NAMUR. Os sensores desta série podem ser usados nas zonas 1 e 2 na área de gases e poeiras inflamáveis.


 

Amplificador de comutação isolado VS 403 com circuito de alimentação intrinsecamente seguro

Com o amplificador de comutação isolado VS 403 é possível realizar o circuito de alimentação intrinsecamente seguro para os sensores da série 92. Através da interface NAMUR é realizada a alimentação de tensão dos sensores e a transmissão dos sinais de chaveamento. O amplificador de comutação isolado, certificado em conformidade com as mais recentes diretivas da ATEX, está disponível com alimentação de tensão de 24 V e saída relé ou transistor ou com alimentação CA de 110 até 240 V e saída relé.

Para configurar um circuito intrinsecamente seguro, a Leuze electronic oferece também cabos azuis com conectores M12 para a conexão do sensor e do amplificador de comutação isolado.


 

Acessórios especiais para dispositivos na versão com proteção contra explosões:

  • Proteção de travamento K-V M12-Ex, 50109217 (impede a desconexão acidental de conexões plugáveis)
  • Cabo para a conexão de sensores de segurança intrínseca

 

Sistema de identificação RFM 32 Ex - Leitor de transponder para zona de perigo de explosão 2

A identificação também é importante em ambientes potencialmente explosivos.

Muitas vezes, as instalações apresentam estruturas mistas, ou seja, algumas áreas apresentam risco de explosão e outras não. Especialmente para as aplicações no tratamento de superfícies (banhos de imersão, máquinas de pintura, secagem, etc.), oferecemos como complemento aos nossos dispositivos RFID para a zona de perigo de explosão 2 (ATEX) o dispositivo RFM 32 SL 200 Exn com cabo longo (10 m).

A abrangência das funções corresponde ao "dispositivo padrão" RFM 32 SL 200 (alcance até máx. 110 mm). Dependendo da aplicação, além da nossa seleção de transponders padrão, disponibilizamos também alguns transponders com certificação ATEX (zona 2).


 

Sensores de distância da série ODSL 96B Ex e 30/V-30M Ex d

Os sensores de distância da série ODSL 96B Ex d e ODSL 30/V-30M Ex d detectam, sem contato, objetos que se encontram no feixe de luz ou que passam pelo feixe de luz, e medem a distância em relação a esses objetos. Os sensores estão encapsulados em uma carcaça à prova de pressão e podem ser usados em áreas potencialmente explosivas com estas exigências de classificação (veja a tabela):

Tipo Grupo de dispositivos Categoria de dispositivos Nível de proteção do dispositivo Zona Subgrupo
ODSL 96B Ex d II 2G Gb 1 IIB + H2
  II 2D Db 21  
ODSL 30 Ex d II 2G Gb 1 IIA
  II 2D Db 21  

 

A marcação dos dispositivos à prova de explosão. Os dispositivos também atendem às exigências especiais para equipamentos em áreas potencialmente explosivas que trabalham com radiação ótica (EN 60079-28).


 

Cortinas de luz
Cortina de luz de medição CML 720i Ex

Nossas cortinas de luz de medição à prova de explosão podem ser fornecidas por padrão com um afastamento dos feixes de 10 mm e um comprimento do campo de medição de 140 a 2860 mm ou com um afastamento dos feixes de 20 mm e um comprimento do campo de medição de 130 até máx. 2850 mm. Os dispositivos podem ser usados sem medidas de proteção adicionais em áreas potencialmente explosivas com estas exigências de classificação (veja a tabela)

Cortina de luz de segurança MLC 520 Ex

As cortinas de luz de segurança da série MLC 520 Ex são dispositivos optoeletrônicos de proteção e atendem às seguintes exigências de segurança:

  MLC 520 Ex
Tipo conforme norma EN IEC 61496 4
Tipo conforme norma EN IEC 61496 4
Performance Level (PL) conforme EN ISO 13849-1 e
Safety Integrity Level (SIL) conforme IEC 61508 ou SILCL conforme EN IEC 62061 3

Os dispositivos podem ser usados sem medidas de proteção adicionais em áreas potencialmente explosivas com estas exigências de classificação (veja a tabela).

 

Tipo Grupo de dispositivos Categoria de dispositivos Nível de proteção do dispositivo Zona Subgrupo
CML 720i Ex II 3G Gc 2 IIB
  II 3D Gc 22 IIIB
MLC 520 Ex II 3G Gc 2 IIB
  II 3D Gc 22 IIIB