Célula de produção

A fábrica do futuro se caracteriza por células de produção flexíveis. Desde células de produção individuais até um sistema de produção totalmente interligado de uma Smart Factory. Todos têm em comum os processos automatizados e concatenados, dentro das células e entre elas. Isso melhora a produtividade, permite uma utilização mais eficiente dos materiais e proporciona uma qualidade de produto mais elevada.

Com nossas soluções em sensores, os processos são executados com eficiência: desde o fluxo de material, em que a presença de peças de trabalho ou peças é detectada, até o fluxo de informações através de sensores inteligentes, cujos dados são coletados e avaliados com a ajuda de novas tecnologias de comunicação em todos os níveis de uma instalação de produção. As aplicações e possibilidades são tão diversas quanto o nosso portfólio especialmente adaptado para elas. Nossos sensores indutivos e ópticos verificam e monitoram a presença e a posição de peças de trabalho e peças. Nossos sistemas de identificação registram dados para a rastreabilidade das peças e para a próxima etapa de trabalho. Nossas soluções de segurança protegem áreas de perigo de forma confiável e flexível.

[01] Proteção de acesso, um lado

Exigência:
O acesso à área perigosa da célula robotizada deve ser protegido. Sensores de segurança optoeletrônicos devem ser utilizados para permitir uma alimentação e saída simples de material. Para a disposição compacta da célula, a distância necessária entre o dispositivo de proteção e a zona de perigo deve ser a menor possível.

Solução:
As cortinas de luz de segurança ELC 100 e MLC 500 oferecem altas resoluções para distâncias de segurança pequenas e um design compacto da instalação. Se houver espaço suficiente, as barreiras de luz de segurança de múltiplos feixes MLD 500 podem ser usadas, e estão disponíveis opcionalmente com funções de muting integradas.

[02] Proteção de área

Exigência:
O acesso à área perigosa da célula robotizada deve ser protegido. Para permitir um(a) inicialização/rearme automático(a), esta área deve ser constantemente monitorada quanto à presença de pessoas. 

Solução:
Os scanners laser de segurança RSL 400 utilizam áreas de proteção configuráveis para o monitoramento de áreas. Graças ao alcance de 8,25 m e à faixa de varredura de 270°, também é possível proteger grandes superfícies com apenas um dispositivo. As variantes com interface PROFIsafe/PROFINET podem ser facilmente integradas em redes industriais.

[03] Proteção contra rearme e monitoramento de áreas não visíveis

Exigência:
Para evitar riscos, o rearme do processo só pode acontecer quando nenhuma pessoa se encontrar no campo de trabalho ou na área não visível. Mesmo sob condições ambientais difíceis – como no caso de sujeira ou chispas de solda – é necessário garantir uma operação segura e uma alta disponibilidade.

Solução:
O sistema de radar de segurança 3D LBK monitora a presença de pessoas com sua área de proteção – mesmo sob condições ambientais difíceis. Além disso, a tecnologia de radar permite a presença de objetos estáticos na área monitorada.

[04] Monitoramento de portas, com trava

Exigência:
Áreas com movimentos perigosos podem ser acessadas através de portas de segurança para fins de manutenção. Caso estes movimentos perigosos não parem imediatamente após abrir a porta, a porta deve ser protegida através de uma chave de segurança com trava. O que se pretende é que estados de trabalho e segurança sejam sinalizados.

Solução:
As robustas chaves de segurança com trava da série L bloqueiam as portas de segurança até a liberação através de um sinal elétrico. Além das variantes padrão, estão disponíveis dispositivos com botões de controle integrados e parada de emergência, assim como dispositivos com atuador com codificação RFID. Sinalizadores óticos e acústicos da série A7 complementam os indicadores de estado LED integrados.

[05] Controle de presença da peça de trabalho

Exigência:
A presença de componentes, assim como formas, furos e recessos ou outras caraterísticas especiais, devem ser detectadas antes da próxima etapa do processamento. 

Solução:
Os sensores fotoelétricos difusos com supressão de fundo HT 25C para longo alcance e HT 3 para curto alcance garantem um controle de presença confiável. Modelos com diferentes geometrias do ponto de luz oferecem uma adaptação ideal à aplicação. Estão disponíveis fixações flexíveis, cabos e variantes IO-Link.

[06] Controle de presença e identificação de palete

Exigência:
Além da rastreabilidade de etapas individuais do processamento, o conceito "Track & Trace" também inclui a determinação da posição atual. Dependendo do sistema usado, é necessário detectar o código 1D/2D aplicado no palete. Para iniciar o processo de leitura de um leitor de códigos, deve ser detectada a presença do palete na estação de trabalho. 

Solução:
Os DCR 200i decodificam os códigos 2D no palete. Eles combinam um modelo compacto com grande alcance de leitura e elevada profundidade de campo de leitura e, assim, podem ser integrados com facilidade. Os sensores fotoelétricos difusos com supressão de fundo HT 15, com estrutura compacta, garantem um controle de presença confiável.